Sê bem-vindo andarilho!

Entre, sente-se e se permita iludir - a mente cansada - com meus conceitos chulos, minhas ideias tão minhas e um mundo de aglomerações.
Aqui apresento, expurgo e dou conceitos - nem sempre meus - que podem servir a qualquer um.
Leia, releia e tome muito cuidado: fora ser prolixo, sou o próprio sofismo em pessoa (use isso contra mim e assuma que me lê).
Aqui o luxo é o lixo com ego inflado.
Pense que há vinho e deguste, decupe, compartimente e minta para você mesmo.
Salut à boa perdição dos perdidos, os achados em si (bemol)!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

A Submissa e o dominador

Um respeitado Dominador - e amigo pessoal meu - colocou o seguinte informe em um famoso site:
Mesmo não sendo do meu costume expor-me e expor aos meus, venho comunicar que libertei a única escrava que realmente foi uma submissa. Mulher ímpar e sem igual. Aceitou tudo que ofertei, sempre cumpriu o combinado, nunca me cobrou nada, sempre ligou dentro dos horários possíveis e aceitáveis, na hora da doença procurava um médico e não a mim, no momento de surto entendia que o melhor psicólogo é um... psicólogo, as sessões eram maravilhosas e o Dono era Dono e não terapeuta 24/7. Ainda, na hora de sair, pediu para ficar.
Divina.
Uma verdeira submissa. Uma pena que deve estar isolada.
O meio me acolherá e não dará nenhuma atenção aquela uma.
*
* *
Meia hora depois da publicação a submissa liga para ele:
- Senhor? Por favor, eu posso falar, Senhor? Ela era toda liturgia...
Ele cheio de si e acreditando que ela insistiria no pedido de volta, é seco ao responder. - Diga.
- Houve alguma coisa, Senhor amado? Ela segue doce, esperançosa e pronta.
- Por que? Tá todo o meio te escurraçando, né? Ele, sempre tão inteligente, sabedor de tudo, um verdadeiro profeta do modernidade, um Guru, já antecipa o que sabe acontecer.
Ela segue humilde, solícita e plena em sua submissão tão sua.
- Não senhor, recebi três mil e-mails me oferendo reino, Senhor.
Ele desligou o telefone, o micro e foi procurar a esposa - que sempre o maltratava - para chorar as pitangas.

5 comentários:

ana.mmk disse...

Moral da história: falsos Dominadores e "verdadeiras " submissas, um par nada perfeito.
Obrigada por nos sugerir pensar, como sempre, o faz com maestria.

Beijos
ana.mmk

xX disse...

Há há há!

Maravilhoso!

Acho que até eu queria uma sub assim... e o "cheio de si" não enxergava que o momento é de crise xDD

Eu quero é mais... ;)

Anônimo disse...

Faço votos que ele se assuma.
Obedece a esposa e manda na sub e ainda deseja o mal a cara serva.
Belo comentario Senhor

saudações

nila

Ana disse...

Belo texto... Muito verdade. Na teoria devia de haver mais subs que Doms para que elas andassem a correr atras deles, mas na realidade o oposto funciona melhor porque geralmente as subs femininas sao na realidade subs que enganam muito menos, assim torna-se mais dificil serem enganadas...

nao sei se me fiz entender...

e obrigada pelo comentario ao meu blog :)

:)

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

kkkkk...

Parece piada, mais não é!

Abraços respeitosos,

ÍsisdoJun