Sê bem-vindo andarilho!

Entre, sente-se e se permita iludir - a mente cansada - com meus conceitos chulos, minhas ideias tão minhas e um mundo de aglomerações.
Aqui apresento, expurgo e dou conceitos - nem sempre meus - que podem servir a qualquer um.
Leia, releia e tome muito cuidado: fora ser prolixo, sou o próprio sofismo em pessoa (use isso contra mim e assuma que me lê).
Aqui o luxo é o lixo com ego inflado.
Pense que há vinho e deguste, decupe, compartimente e minta para você mesmo.
Salut à boa perdição dos perdidos, os achados em si (bemol)!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Quem manda, hein?

Vai tempo que esse assunto é voga em rodas fechadas. Abertamente poucos se habilitam a divagar, apresentar visões e assumir opiniões.
Já escrevi sobre, mas sento desarmado e deixo nota para pensar.
Quem manda em quem quando o Dominador externa sua posição e a submissa assume impossibilidades?

Já vi muitos planetas, já acompanhei algumas órbitas e vejo a condução - e até exercício de teste de limites - como algo comum. Sim, tudo que é praticado pela maioria deixa de ser visto como crime para ser visto como algo comum (Marques de Sade em Filosofia da Alcova já dizia isso).
Notem que, enquanto se faz (ops! Se manda) o que a submissa quer obedecer o cumprimento é breve e quase imediato, mas quando a ordem é contrária a fetiches, sonhos e vontades é um tal de usar a safeword, é um tal de correr para listas e arrolar parceiros que auxiliem na defesa e negativação do comando.

Quem manda em quem?
Quem obedece a quem?

Já cruzei com submissas que foram diretas:
- Sou masoquista, mas não pode deixar marcas!
- Comigo pode tudo, mas eu sou casada e nem tudo pode.
- Aceito qualquer coisa, menos as coisas que estão nessa lisssssssttttaaaaaaaa aqui.

E ai, quem manda e quem obedece?

Sim, eu sei que se houver uma rigidez absoluta ficamos sozinhos, mas... qual o problema de estar sozinho se acompanhado fico frustrado?

Sentadinha rápida só para deixar algo.
Boa semana!

(Szir GanoN é louco e escreve quando dá na telha e não mais às quartas)

5 comentários:

luba disse...

rsrsrs... Boa pergunta!!!!! ;)


E o fim da história hein Szir?

xana disse...

Adorei o testo, e a cada dia descubro que nao existe limites, todos sao passiveis de superacao

bjos
xana

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Perdoe-me, mas com todo respeito,
hoje é quarta feira Sir.

Será que foi mera coincidência o texto ser escrito neste dia novamente ou teu intelecto e tuas mâos estão acostumados a sentar-se comodamente numa cadeira às quartas e escrever suas histórias e seus pensamentos?
Acontece....rs

Sou parcial para responder este teu questionamento, até porque das minhas verdades, sabe meu Dono e eu, porém, posso dizer-lhe que sou meio masoca, meio submissa, mas uma escrava/cadela que preza o SM e principalmente seu Dono e senhor.

Particularmente, gosto do SM, que conheci há pouco tempo, apenas 4 anos, mas antes disso, ja era comprometida com várias coisas, entre elas, minha familia, que amo e sou feliz. Sendo assim, não posso realmente, dar exclusividade total ao meu Dono.

No entanto, como Ele também é casado, feliz e dentro de um relacionametno que é, em algumas situações bem parecido com o meu, e deseja também viver seu lado Dominador, ja que em casa, sua parceira não gosta, assim como na minha casa, acabamos procurando o mesmo desejo e encontramo-nos....

Adequamos ao máximo o que podemos, para vivenciarmos nosso SM de forma a nos dar satisfação total...e garanto que de fato, existe a cumplicidade e todos os requisitos para que sejamos felizes, sem que essa exclusividade total faça a diferença.

Falo por Ele, e depois por mim, ja que Ele me permite fazer isso, desde que não o desrespeite, nem vá contra seus preceitos e ordens.

Sendo asism, acredito que quando duas pessoas, maiores de idade, maduras, responsáveis e sabedoras dos seus desejos, sendo uma na posição de Dominador e a outra de escravo e/ou submisso querem, elas conseguem o que talvez, seja impossivel para outras pessoas, ainda mais dentro do BDSM.

Gosto de ler teus questionamentos, e quando possivel, respondê-los.

Bejos carinhosos e respeitosos,

ÍsisdoJun

.ana. disse...

Szir GanoN
Feliz por le-lo de novo, bom quando compartilha conosco seu pensar.

A pergunta é difícil? Talvez não.A tudo há um bom termo. O importante é que as fantasias saiam do armário, prontas para a festa. as vezes precisam de um ajuste aqui, outro ali porque vestem corpos vivos e mutantes,mutáveis sujeitos a algumas variações sempre.
Então se mudamos, certamente nossos desejos nos acompanham e impossibilidades de hoje podem ser boas possibilidades amanhã e vice versa.

Beijos festivos por ve-lo d e volta.
respeitos
ana.mmk

*YLLENAH* SM disse...

Saudações Szir,

Quem realmente manda é o PRAZER.
Prazer satisfeito de ambos os lados, dentro das limitações aceitas por cada parte.

Tanto Dominador como submissa, sejam quais forem as categorias em que se enquadrem: masoquista, sádica, escrava, podo, etc.

O prazer deve ser superior e obvio, deve ser satisfeito.

yllenah