Sê bem-vindo andarilho!

Entre, sente-se e se permita iludir - a mente cansada - com meus conceitos chulos, minhas ideias tão minhas e um mundo de aglomerações.
Aqui apresento, expurgo e dou conceitos - nem sempre meus - que podem servir a qualquer um.
Leia, releia e tome muito cuidado: fora ser prolixo, sou o próprio sofismo em pessoa (use isso contra mim e assuma que me lê).
Aqui o luxo é o lixo com ego inflado.
Pense que há vinho e deguste, decupe, compartimente e minta para você mesmo.
Salut à boa perdição dos perdidos, os achados em si (bemol)!

domingo, 27 de setembro de 2009

Pontos e contrapontos

Pontos e contrapontos

Quando penso em BDSM como filosofia sou levado a adotar alguns pontos importantes, para mim, diante de toda e qualquer relação.
Tanto Dominadores, quanto – e sobretudo – submissos podem refletir acerca desses pontos simples, mas que – ao cabo da reflexão – podem fazer toda a diferença e possibilitar uma relação concordante, madura e mais aceitável.

Sendo direto:


Questionar

Questione tudo o que você aprendeu intelectualmente de seus pais, amigos, professores, religiões, sociedade e etc. De outra forma como você vai saber se isso é verdade para você?


Experimente

Ler e entender são uma coisa, e você pode dizer; ah! Vou mudar!
Mudança ocorre na mente, requer esforço e não transforma nada.
Experimentar é totalmente diferente. Quando você passa pela experiência, isso fica incorporado em suas células, e assim a transformação pode ocorrer de forma mais precisa.
Você não será o mesmo.


Consciência

Não importa o que você faça, pense ou imagine! Mas saiba o que está acontecendo.
Tanto quanto possível, coloque sua consciência em nível de clareza para todos os seus atos.


Responsabilidade

Ter responsabilidade é um ato de coragem, e é uma maneira de você passar a olhar para si mesmo. “Comece de uma forma simples, por exemplo; quando você ficar com raiva de alguém, não diga: você me deixou com raiva, ao invés disso, “diga“ “eu senti raiva”, afinal quem é alguém para colocar algo em você que você não tenha?
A raiva está dentro de você. É sua.


Prazer Sexual

Você é o único responsável pelo seu prazer. Lembre-se, ninguém dá prazer a ninguém. Ou você tem o fogo ou não. O que os parceiros podem fazer é; um jogar lenha na fogueira do outro.


Controle

Esta é uma das maiores ilusões.
Você não tem o menor controle sobre como as coisas acontecerão. Mas você acredita que têm.
Cedê-lo a outro é mais complexo e entendo muito mais como parceria para um concessão temporário e “um seguir espontaneamente” que, de fato, dar controle.


Entrega

Entrega é a chave para criar sinergia entre às partes. Auxiliará em vários pontos, inclusive na união espiritual consigo mesmo e na auto-realização.
Talvez muita gente tenha medo da entrega por confundir "entrega" com "submissão", mas na verdade as duas são muito diferentes. Leia: Entrega é a chave... Dominação/submissão pode ser um caminho.


Confiança

Tenha confiança em suas habilidades. Saiba que você tem a habilidade de fazer transformações importantes em si próprio.


Perdão

Perdoe a si mesmo. Todos nós cometemos erros; isso quer dizer que você não precisa ficar brigando consigo mesmo por causa disso. Perdoar a si próprio é o primeiro passo para poder perdoar o outro.


Gratidão

Expresse sua gratidão. Expresse gratidão pela pessoa que você é. Agradeça por estar vivendo, e de ser capaz de fazer uma transformação em sua vida. Expresse gratidão por tudo. Se existe um segredo para a liberdade e felicidade, este segredo é a gratidão.
Que fique claro: expressar gratidão é externar verbalmente, com a boca, com os olhos, com a pele. Não falo de presentes físicos e materiais.


Aqui e Agora

O BDSM pode ser pautado na jornada e não somente no destino. Viva – e pratique – a um jogo de cada vez, absorva, entenda, visualize, estude.
Se tivermos em nossa mente um "objetivo final fixo" isso significa que não conseguimos focalizar nossa energia no que está acontecendo agora.
Não há problema em pensar ou fazer planos para o futuro, mas não em detrimento do aqui e agora.


Relaxe

Você precisa dar espaço a si próprio para ter um tempo só seu de vez em quando.


Permitir

BDSM é muito permissão. Ambos buscam a permissão para ser e estar ali, cultive a sua e credite no que há. Sonhar é importante, mas foque no que tem antes de refletir se pode – ou não – mudar.


Trocar

Crie um canal de constante troca com seu parceiro. Isso engrandecerá a relação e possibilitará a ambos uma imersão e satisfação sem igual.


Observar

Observe-se, observe o outro, o entorno e mundo. Uma todos os pontos e busque sua realização, seu felicidade.


Abraços fraternais,

2 comentários:

Szir GanoN disse...

Saudações BDSM, triangulares e fraternais, Anita{G}!

Seria um prazer ter meu blog linkado ao seu.

Muito obrigado!

Abraços fraternais,
Szir GanoN

Shayra disse...

M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.O!!!

Reverencio sua visão eloquente que sempre admirei, estava tão desolada de entrar no site e nada encontrar e agora um presente em achá-lo novamente depois de tanto tempo...

Obrigada, por existir Szir GanoN...
Sua fã incondicional!!

Parabéns...